Carrito

Home » Historia » 1999 – Portugal

1999 – Portugal

Año: 1.999
País: Portugal
Intérprete: Rui Bandeira
Letra: Tó Andrade
Música: Jorge do Carmo
Idioma: Portugués
Resultado: 21º puesto (12 puntos)
Enlaces: http://www.ruibandeira.net/
Como tudo comçou ¿Cómo empezó todo?
Quem me vai dizer como é que tudo começou?
A minha vida já não faz sentido agora
Eu sei, não vai haver nenhuma forma de te ver
Sem eu saber porque razão te foste embora

E sem querer fazer-te mal nunca soube ser igual
Ao que tu imaginavas para ti

Dá-me a tua mão, não mintas mais
Olha que os teus olhos são cristais
Por favor, não digas que não sais
Porque eu sei sempre onde tu vais

Já não há razão para viver sem a paixão
Que me atormenta e persegue a toda a hora

Pois sem querer fiz tanto mal, nunca soube ser igual
Ao que tu imaginavas para ti

Dá-me a tua mão, não mintas mais
Olha que os teus olhos são cristais
Por favor, não digas que não sais
Porque eu sei sempre onde tu vais

Dá-me a tua mão, não mintas mais
Olha que os teus olhos são cristais
Dá-me a tua mão

¿Quién me va a decir cómo empezó todo?
Mi vida ya no tiene sentido ahora
Yo sé que no habrá ninguna forma de verte
Aunque sin saber porqué razón te marchaste

Y sin querer hacerte daño nunca supe ser igual
A lo que tú imaginabas para ti

Dame tu mano, no mientas más
Mira que tus ojos son cristales
Por favor, no digas que no sabes
Porque yo sé siempre a donde vas

Ya no hay razón parar vivir sin la pasión
Que me atormenta y persigue a todas horas

Pues sin querer hice tanto daño, nunca supe ser igual
A lo que tú imaginabas para ti

Dame tu mano, no mientas más
Mira que tus ojos son cristales
Por favor, no digas que no sabes
Porque yo sé siempre a donde vas

Dame tu mano, no mientas más
Mira que tus ojos son cristales
Dame tu mano


,

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

*
*